Blog

Novolhar anuncia curso anticorrupção para crianças de escola pública

“Um país sem corrupção depende da honestidade do seu povo”. Com o objetivo de reforçar o valor de uma afirmação que há anos circula na internet, a Associação Novolhar, organização sem fins lucrativos com sede no bairro da Bela Vista, em São Paulo, anuncia o Projeto de Educação Anticorrupção, uma iniciativa de conscientização para crianças desenvolvida na Escola Municipal de Ensino Fundamental Celso Leite Ribeiro Filho, na região do Bixiga. A proposta está alinhada às 70 medidas anticorrupção da Transparência Internacional. A aula inaugural, no dia 9 de agosto, foi dada pelo advogado Kleber Castro, especialista em Direito do Trabalho e com mais de 20 anos de experiência na área jurídico trabalhista.

Iniciativa de conscientização para crianças desenvolvida na Escola Municipal de Ensino Fundamental Celso Leite Ribeiro Filho

O programa, parte do Projeto Conexões Cidadãs, cujo propósito é engajar a comunidade em atividades que reforcem a ideia da coletividade como motor para grandes transformações, será realizado a partir deste mês. Participarão do projeto crianças de 10 anos de idade, estudantes do 5° Ano do Ensino Fundamental. Durante o programa de 4 meses, os alunos vão participar de oficinas de produção de comerciais para internet, cuja temática será a anticorrupção.

Durante as atividades, as crianças não só vão desenvolver o material final, um produto audiovisual, como também participarão de dinâmicas em grupo que vão abordar o tema corrupção nos mais diferentes níveis. O objetivo da Novolhar é conscientizar os alunos acerca de pequenos atos corriqueiros de corrupção que muitas vezes passam despercebidos pela comunidade. Ao final do projeto, os alunos vão produzir 12 comerciais, que serão exibidos em uma noite solene, onde serão escolhidos o melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro, melhor ator etc. Toda a comunidade escolar participará do evento que vai celebrar os trabalhos dos estudantes.

“Articular crianças para gerar conhecimento e conectá-las com a realidade brasileira é uma maneira de incentivá-las a expressar suas opiniões e reafirmar suas identidades”, diz Paulo Santiago, fundador da Novolhar e líder do projeto. “O tema anticorrupção expressa conceitos e valores fundamentais à democracia e à cidadania e pretende trazer à tona um assunto de extrema importância para a sociedade”, completa.

As oficinas serão ministradas para um total de 120 crianças e serão organizadas em 16 encontros. Ao final do curso, o material produzido pelos estudantes servirá de base para uma exposição, composta por fotos, ilustrações e textos. Os filmes também serão exibidos na TV PUC do Canal Universitário de São Paulo.

O Projeto de Educação Anticorrupção é uma parceria da Associação Novolhar com a EMEF Celso Leite, Fundação Getulio Vargas, Receita Federal do Brasil e Controladoria Geral da União (CGU).

Read more

EMEI Angelo Martino tem quadra e muros restaurados

A Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Angelo Martino, localizada no bairro da Bela Vista, também conhecido como Bixiga, está entre as instituições públicas beneficiadas pelo Projeto Conexões Cidadãs, da Associação Novolhar.

Graças à iniciativa, o muro e a quadra do colégio, que precisavam de manutenção, foram restaurados. A obra, realizada em maio, foi possível graças à rede criada pelo projeto, que colocou a escola e os pais dos alunos em contato com a iniciativa privada.

EMEI Angelo Martino, no Bixiga, ganha restauração em Projeto Conexões Cidadãs

O Projeto Conexões Cidadãs, um dos pilares da Associação Novolhar, tem como objetivo engajar a comunidade em atividades que reforcem a ideia de que as pessoas, quando unidas, podem fazer grandes transformações em seu entorno.

Para saber mais sobre o Projeto Conexões Cidadãs, acesse a página da Associação Novolhar no Facebook ou Twitter, ou ainda siga a ONG no Instagram.

Read more

8° edição de 13 na Treze é realizada no Bixiga

A comunidade do Bixiga se reuniu, no último dia 13 de maio, para a realização de mais um evento “13 na Treze”, que em sua oitava edição trouxe o slogan “Bixiga, um grito de alerta”. O encontro aconteceu ao longo de um domingo inteiro e contou com atrações abertas para toda a população do bairro, onde foram discutidas pautas importantes para a região, que diariamente luta por sua sobrevivência cultural.

Os eventos foram realizados na Treze de Maio, rua histórica e símbolo de um bairro que está em alerta pela preservação do seu patrimônio material e imaterial. Criada em 2011 pela Associação Novolhar, a iniciativa faz parte do Projeto Conexões Cidadãs, que coloca em pauta discussões sobre políticas públicas para o bairro e especialmente para a Rua Treze de Maio.

O Bixiga, antes mesmo da chegada dos italianos, recebeu os negros em suas terras, que fugiam dos leilões de escravos na região do Anhangabaú e aqui chegavam pelo Rio Saracura. Quilombos foram formados e, após a abolição da escravatura, negros e italianos fizeram a história desse bairro. A rua Treze de Maio nasceu com o nome de rua Celeste, local onde o povo negro realizava a Festa de Santa Cruz. Em 1916, a rua foi rebatizada como forma de lembrar o fim da Escravidão no Brasil.

As atividades do 13 na Treze começaram no sábado, dia 12, com a apresentação de ‘Nego Fugido – Um Ato Sobre Escravidão e Liberdade’. Nego Fugido é uma expressão popular de cultura realizada pela comunidade quilombola de Acupe-BA. Uma encenação de reparação histórica que coloca os negros como protagonistas da conquista da abolição da escravatura foi realizada na frente da Escola de Samba Vai-Vai.

O destaque do evento foi o grupo de arte e cultura Ilú Obá de Min, que fez a lavagem  da Rua Treze de Maio em protesto contra a data que, segundo eles, não representa a libertação dos negros brasileiros.

A abertura do 13 na Treze aconteceu com a Corrida Plogging, uma nova modalidade, nascida na Suécia, onde os participantes correm recolhendo o lixo que encontram pelo caminho. A atividade foi organizada pela EC Tavares, que defende a bandeira de que esporte e cuidados com o meio ambiente “correm” lado a lado.

Corrida Plogging: nova modalidade, nascida na Suécia, onde participantes correm recolhendo lixo que encontram pelo caminho

Durante o domingo, um espaço LGBTI foi criado pelo pessoal do Efeito Borboleta, com uma lista de atrações artísticas, musicais, grupos de dança, plantão jurídico, informações sobre prevenção e saúde, além de teste de HIV. Também foram realizados grafites nos muros do colégio Maria José.

Grafites realizados no muro do colégio Maria José

A Casa Mestre Ananias fez uma homenagem ao grupo de capoeira Quilombolas de Luz, que ganhou o concurso mundial Red Bull Paranauê 2018, em uma apresentação em parceria com a Bateria 013. A UMES também preparou um Sarau para esse dia de tantas atividades.

O pessoal do Instituto Bixiga fez uma caminhada pelos Territórios Negros do Bixiga. Já o coletivo Cidadelas fez homenagens à Marília Savarego e convidou mães para uma tarde de escalada urbana. No MUMBI foi realizado o lançamento da revista Flaneur, publicação alemã que dedicou uma edição para a rua Treze de Maio.

Lançamento da revista Flaneur sobre a Rua Treze de Maio no MUMBI-Museu do Bixiga

Três temas pautaram as conversas realizadas ao longo de todo o evento: o Projeto Fábrica do Restauro do MUMBI, o Parque do Bixiga e a Vai-Vai e Resistência. A livraria Suburbano Convicto realizou um debate sobre o tema ‘Cinema e Periferia’ e ofereceu uma oficina gratuita de Criação Literária. O 13 na Treze se encerrou com a apresentação da peça “Rebelião – O Coro de Todos os Santos”, no Teatro do Incêndio.

Confira as fotos do evento no álbum disponível na página da Associação Novolhar no Facebook ou no Instagram da organização.

Read more

Projeto Conexões Cidadãs: Novolhar reúne comunidade em prol da conscientização do lixo

Dezenas de pessoas, entre crianças e adolescentes do tradicional bairro do Bixiga, em São Paulo, se reuniram, no último 14 de abril, em uma mobilização de conscientização sobre o descarte correto do lixo. A atividade marca a consolidação do projeto Conexões Cidadãs, encabeçado pela Associação Novolhar, cujo objetivo é engajar crianças e adolescentes em atividades que reforcem a ideia de que a comunidade, quando unida, pode fazer grandes transformações.

A ação, realizada nas ruas Santo Antônio, Treze de Maio e São Vicente, foi organizada em parceria com a TecBan e teve apoio da Prefeitura Regional Sé, do SASF Bela Vista, do Teatro Incêndio, da INOVA e da LOGA, empresas responsáveis pela limpeza e coleta de lixo em São Paulo, além da escola municipal Celso Leite Ribeiro Filho.

Os voluntários se engajaram em atividades, coordenadas por artistas, e distribuíram uma cartilha explicativa com informações acerca do descarte consciente de detritos. A região sofre há algum tempo com o excesso de lixo jogado de forma incorreta nas calçadas, o que acarreta em inúmeros problemas para quem mora e transita pela ruas do bairro.

A cobertura do evento foi feita por uma equipe de TV da Associação Novolhar, formada por crianças e adolescentes que frequentam a instituição, e por alunos da escola municipal Celso Leite Ribeiro Filho, que produziram reportagens e fotos para um jornal da escola. O projeto editorial é coordenado pelos professores Eduardo Casanova e Fausto Keith, responsáveis pelas salas de leitura e informática do colégio.

A Bateria 013, que trabalha em prol do resgate do samba, foi responsável pela trilha sonora da ação, que começou às 9h da manhã e terminou às 13h. Os voluntários ainda colaram cartazes nos estabelecimentos comerciais da região com informações sobre os horários corretos do descarte do lixo e também da coleta de entulhos, que acontece aos sábados.

Para saber mais sobre o projeto Conexões Cidadãs, acesse a página do Facebook da Associação Novolhar ou os perfis da organização no Twitter e no Instagram.

Read more

Video Post

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam hendrerit id nisi non varius. Aliquam volutpat pellentesque in dolor vel tortor placerat rutrum. Aenean suscipit lacus nec adipiscing tristique. Mauris semper aliquam purus eu tempor. Etiam gravida, lorem imperdiet ullamcorper, est mauris lacinia elit, ut sollicitudin tellus erat et felis. Vestibulum rhoncus sapien. Mauris scelerisque imperdiet mollis. Nullam eu volutpat urna, quis facilisis metus.

Read more